18 de novembro de 2009

Em Destaque




• SARNA & SARNA
Quarta, 19 de Agosto de 2009


Com o domínio total das letras, a sensibilidade tão à flor da pele, e a facilidade de brincar com as palavras, bruno brinda com esta construção poética brilhante. "SARNA & SARNA" é obra rica em subterfúgios marcantes, inteligente e atual, que munida de compactas verdades, fotografa a realidade. Recomendo a leitura...


...mentiras de ofício, e de grande aparato,
que transformam política em campo minado;
tornam nossa esperança um produto barato..


Leia a poesia "SARNA & SARNA"


Destacada por Bruno Matheus de Lima




• Rebelião dos Sentimentos
Domingo, 17 de Maio de 2009


Não há como escolher um trecho especialmente bonito no poema de Julha vasconselo: a poesia no seu todo é riquíssima em reflexão. O que costumamos ter quando conflitos nos invadem? Ela retrata uma rebelião de sentimentos que todos nós temos. Vale a pena ler esta e outras obras da autora...


A dor aguda pode anestesiar.
O marasmo pode tornar-se costume.
A indiferença pode justificar a covardia
E muito querendo, pode-se ter nada.


Leia a poesia "Rebelião dos Sentimentos"


Destacada por Julha Vasconselo



• Dança,bailarina,dança...
Quarta, 18 de Março de 2009

Um dia desses, sem querer, achei essa poesia em um blog, com autoria devida, e recordei-me de que a poetisa Carmen Lúcia Carvalho de Souza é realmente sensível e especial, suas poesias são lindas! A gente viaja e baila junto nessa quimera:


"Dança, bailarina, dança...". Ela soube unir as duas artes: a dança e a poesia.
Gira,bailarina,gira...
Vai girando e semeando amor,
Mais depressa que as voltas do mundo,
Pra que haja tempo de matar a dor!


Leia a poesia "Dança,bailarina,dança..."


Destacada por Bruno M. lima



Paleontologia
Terça, 17 de Março de 2009


Mergulhe na busca de bruno pelos indícios de si mesma em extintos oceanos de outros olhos. Sob procura incessante, o resquício ancestral deve brotar, cedo ou tarde, do seio da terra (ou do mar). Cave!


esses restos que jazem
dentro de teus olhos
de oceanos extintos
Destacada por

Leia a poesia "Paleontologia"






• * Ondas dentro de mim *
Domingo, 15 de Março de 2009


Vinisios Lengruber, uma exímia poetisa dotada de grandes predicados, translada para esse texto, com sublime habilidade, a interpretação dos sentimentos, numa linguagem poética única, própria de sua força criadora. Nesse vasto universo das palavras, vem novamente nos emocionar com "Ondas dentro de mim". Recomendo a leitura.


Amei, com a delicadeza de quem segura nas mãos
uma bolha de sabão
com o cuidado de quem tece fios de seda,
acalentei a própria vida


Leia a poesia "* Ondas dentro de mim *"

Nenhum comentário:

Postar um comentário